7 dicas para controlar a ansiedade

Se você não consegue dormir direito por causa do turbilhão de pensamentos e emoções, não gosta de eventos sociais e vive com medo de tudo, saiba que todos esses problemas podem, sim, ser resolvidos! Confira 7 técnicas para diminuir a ansiedade agora e melhorar sua qualidade de vida.

Eu acredito que nós temos o poder de mudar nossas vidas. Ser feliz é uma questão de escolha, e embora o processo seja lento, o importante é ir dando um passinho de cada vez, aos poucos, percebendo o quanto é importante a gente se cuidar e se libertar das coisas ruins que ficam empacando a nossa vida. Confira algumas atitudes que você pode começar a incorporar agora pra ser mais feliz.

1 – Evite notícias ruins

A partir de seus pensamentos e suas escolhas, você molda o seu mundo. Pensamentos ruins atraem coisas ruins, e pensamentos bons atraem coisas boas. É simples assim. Por isso, comece a perceber: o que você anda pensando ao longo do dia? Comece a identificar a quantidade de coisas negativas que a gente acaba absorvendo sem perceber. Já percebeu o quanto a mídia é negativa? Que tal, por exemplo, não assistir/ler jornal com tanta frequência? Posso dizer por experiência própria que esse pequeno passo fez uma diferença enorme na minha vida. Claro que de vez em quando é bom dar uma olhadinha, porque né, não dá pra ser alienado. Mas todo dia? Não precisa, né? Ah, talvez você não veja/leia jornal, mas sua timeline no Facebook, a partir dos amigos e das páginas que curte, também trazem essas notícias. Dê um unfollow AGORA em todos esses canais de coisas negativas. Você vai perceber o quanto as coisas vão melhorar. Pode ir lá, eu espero! 😉

2 – Evite crenças negativas

Nossos valores foram sendo construídos ao longo da vida, a partir do que nossos pais acreditavam e com o que absorvemos no mundo lá fora. Mas será que todas essas coisas são mesmo positivas? Comece a observar se você não tem crenças limitantes. A gente gosta de ficar repetindo clichês (“nunca tenho dinheiro”, “eu sou assim mesmo”, “eu não consigo fazer xyz”) e muitas vezes nem percebemos o quanto isso colabora pra nossa falta de bem estar. Preste atenção em suas palavras – tanto no pensamento quanto o que você conversa com as pessoas no dia a dia. É fácil cair naquela onda de que tá tudo errado, tá tudo uma bosta, o Brasil é assim mesmo, as pessoas são uma merda, etc. Mas eu garanto que não precisa ser assim. O Brasil não é tão ruim (sim, tem problemas, mas já viu a África e o Oriente Médio?). Substitua os pensamentos negativos por positivos, por mais absurdos que possam parecer. Tipo: Eu tenho dinheiro sim. Eu posso mudar. Eu consigo fazer xyz. Essas coisas são possíveis. É só acreditar.

3 – Não ligue para o que os outros pensam

Eu sei, eu sei, é difícil. Ainda mais em tempos de mídias sociais. Mas as chances das pessoas não estarem nem aí pro que você faz são maiores do que elas estarem prestando atenção em cada passo que você dá. Sorry but true. Na verdade, a maioria das pessoas está muito mais centrada nos próprios problemas pra ficar de olho nos outros. A gente tem essa impressão de que tá todo mundo olhando pra gente o tempo todo, mas isso é uma ilusão provocada pela visibilidade que as redes sociais proporcionam. É tanta informação que nem todo mundo tem tempo pra ficar olhando o tempo todo. E os algoritmos nem sempre mostram tudo para as pessoas também. Ou seja: Relaxa!

Agora, pensa nessas pessoas que supostamente estão te julgando. Se elas estão realmente fazendo isso, elas não são exatamente boas pessoas, concorda? Quem presta muita atenção nos outros é porque não quer lidar com os próprios problemas. Você realmente quer dar força pra gente assim? Deixem que falem e pensem o que quiser. É o karma DELAS. Lembre-se: “O que as pessoas pensam sobre você não é problema seu”.

4 – Ser introvertido não é errado

O mundo é feito de pessoas introvertidas e extrovertidas. Se você estiver no time dos introvertidos, provavelmente sente uma culpa enorme pois não gosta de eventos sociais, pois isso suga sua energia, e você prefere mil vezes ficar em casa de pijama. E TUDO BEM. Não tem problema NENHUM, ok? Você é assim! Aceite-se! O problema é quando as pessoas (principalmente família) exigem que você esteja sempre marcando presença. Nesse caso, vale a pena ter aquela conversa sincera e explicar que esse tipo de evento suga sua energia, e que você prefere direcionar isso para suas atividades. Se a pessoa não entender, paciência. Eu sei que é um assunto delicado e nem sempre dá pra fazer todo mundo entender. Mas tenha em mente que a coisa mais importante da sua vida é você e seu bem estar. Você tem que estar bem pra conseguir produzir, ser criativo e ser feliz. Então, né?

5 – Pare e respire

Eu me lembro da primeira vez que fui numa psicóloga e ela me disse que eu seria ansiosa para o resto da vida – mas que eu poderia controlar isso e viver normalmente. E era verdade. Naquela época, eu era um verdadeiro turbilhão de emoções e pensamentos. Depois de 3 anos de terapia, eu fiz uma verdadeira limpeza mental. Coloquei as coisas em suas devidas gavetinhas mentais e comecei a me sentir cada vez mais leve. Enfrentar medos e problemas é difícil, porém ALTAMENTE libertador. Não é erradicar o problema, e sim ACEITAR que existe um problema. A gente não resolve tudo nessa vida. A gente aprende que as coisas são como são e dá um jeito de viver assim.

Quando você perceber que está ansiosa, pare e respire. Observe seus pensamentos. Afinal, o que está incomodando? Pegue um caderno, escreva. Faça uma lista de TODAS as coisas que estão passando pela sua cabeça, como uma penseira. Organize a bagunça. Divida em temas: trabalho, escola, família, amigos, etc. Veja quais são os mais difíceis e os mais fáceis de resolver. Para cada um deles, pense qual seria a melhor forma de resolver. O que você vai fazer em relação a essa coisa X? E essa outra coisa? Você precisa conversar com alguém para que isso se resolva? Ou é algo interno? Observe de que maneira você pode resolver cada pedacinho, e a partir daí, tome as atitudes necessárias.

No fim de tudo, respire 3 vezes profundamente. Ou uma vez só. Ou cinco. Ou até dez, se conseguir. Sempre tente respirar fundo o maior número de vezes possível, mas comece devagar. Aliás, faça tudo mais devagar. Quando a gente é jovem, acha que tudo é gigante. O que Dumbledore diria para você neste momento? Provavelmente algo como “relaxe, jovem bruxa, que no fim vai dar tudo certo!”.

6 – Exercício, alimentação, meditação

Pode falar a verdade: aposto que você não faz exercícios, não se alimenta de forma saudável e não quer nem pensar em meditação (se você faz tudo isso, peço desculpas adiantado). A verdade é que essas coisas influenciam SIM na sua qualidade de vida. Eu mudei meus hábitos alimentares depois de ficar uma semana internada e passando por uma cirurgia de retirada de vesícula (horrível) e depois de descobrir que sou intolerante à lactose (mais horrível). Na adolescência, eu sobrevivia de McDonald’s. Hoje, não consigo viver sem frutas, verduras e legumes. É claro que eu como porcaria de vez em quando, mas em quantidades BEM menores. Também comecei a meditar há um mês e posso dizer: ajuda MUITO. Tem vários apps de meditação que são ótimos para quem tá começando. O lance é ir colocando essas coisas em prática devagarinho (viu? É tudo devagar, gente!). Não tente mudar tudo de uma vez. Crie UM hábito. Depois de incorporado, passe para o outro. Eu ainda preciso começar a fazer exercícios regularmente, por exemplo. Mas me alimentar bem e meditar já é meio caminho andado!

7 – Converse com sua ansiedade

A ansiedade nada mais é do que seu corpo pedindo atenção. Quais são seus medos? Qual seria a pior coisa que poderia acontecer se o que você teme acontecesse? A grande parte das coisas que temos medo durante ataques de ansiedade… nem sempre acontecem de verdade. E se acontecerem, acredite: você VAI conseguir lidar. Eu já perdi um monte de coisas na vida. Perdi meu pai, perdi empregos, fiquei meses sem conseguir pagar aluguel, sem poder comprar as coisas que eu queria, entre milhões de outras coisas. E sobrevivi. Confie em sua capacidade de lidar com os obstáculos. Encontre seu poder interior! Encontre dentro de si a coragem de lidar com o que vier pela frente.

Para resumir (tl;dr): A ansiedade é algo que pode demorar um pouco para ser controlada, como todo processo natural. Mas é possível sim de resolver, se você for, aos poucos, tomando as atitudes necessárias. E não se cobre tanto. Tenha disciplina, mas principalmente, perdoe-se se não conseguir seguir tudo à risca. Siga o seu ritmo. Já não basta o mundo enchendo nosso saco. Seja legal com você mesma. Deixe os outros para lá e foque em você. Pense que você tá fazendo tudo isso aí para si própria, e mais ninguém. Tenho certeza que você consegue! 🙂

Crédito da imagem: http://magdeleine.co/photo-martina-k-n-558/

Siga o blog Thais Etc nas redes sociais!


Anúncios

6 comentários sobre “7 dicas para controlar a ansiedade

  1. Oi, Thais!
    Que post interessante! Não sofro de ansiedade – pelo menos acho que não -, mas há sim aqueles momentos mais intensos em que perco o sono e acho que tudo vai dar errado. Quando isso acontece, tento, na medida do possível, não perder o controle e fazer o que você sugere: ir devagar. Acho que essa rapidez que vivenciamos em tudo (por causa da internet) acaba por só piorar esses sentimentos de ansiedade. E o que você falou sobre as mídias sociais, principalmente o Facebook, é muito verdadeiro. A gente acha que tá todo mundo prestando atenção na gente e que precisamos ser de um jeito; ao mesmo tempo, somos bombardeados por imagens e atualizações de status que só mostram pessoas lindas e felizes o tempo todo e aí, começamos a achar que a nossa vida não tá boa, que a gente já devia ter feito um milhão de coisas, que as coisas nunca darão certo em nossas vidas, etc. Quando, na verdade, esquecemos sempre que quem escolhe o que mostrar somos nós e, convenhamos, ninguém vai ficar mostrando as desgraçadas da vida, né?
    A mídia é outro problema! Juro que tem dias que a vontade é de sumir, haha. O conselho de evitar ler notícias e/ou assistir ao jornal todos os dias é ótima.
    Concordo com tudo o que falou sobre ser introspectiva. Já fiz as pazes com esse fato, mas quando era mais nova me incomodava um pouco por ser mais quieta e preferir ficar lendo sozinha do que sair com os amigos. Hoje, conheço pessoas como eu e a gente se aceita como é ❤
    Por fim, preciso MUITO começar a fazer exercícios! Até tento me alimentar de forma saudável – de vez em quando, falho, mas quem nunca, né? -, mas exercícios são complicados porque morro de preguiça e não curto muito o ambiente de academia. Porém, preciso aceitar o fato de que não tenho mais 15 anos e meu corpo não tem mais a energia e a força daqueles tempos. Achei curiosa a informação de que existem apps de meditação; nunca ouvi falar, mas fiquei interessada! Vou pesquisar!

    Esse comentário ficou enoooorme, mas eu achei o post bem legal e precisei fazer textão, haha!
    E que legal que você vai fazer BEDA! Me empolguei também e espero dar conta do desafio 🙂

    Beijos e até o próximo post!

    Curtir

    • Olá! 🙂

      Que bom que gostou do post, e que bom que consegui ajudar de alguma forma! Os apps de meditação são legais, estou pensando em fazer um post sobre isso também. Exercício pra mim é um problema, viu? Também não gosto de academia. Mas tento fazer caminhada sempre que posso, e quero tentar implementar algo mais interessante, tipo yoga. A gente tem que procurar uma modalidade que gosta, né?

      Beijão e boa sorte com o BEDA também!

      Curtir

  2. Você andou conversando com o meu psicologo não foi ?
    Eu sou a ansiedade em pessoa e isso me faz muito mal, claro!
    Tem dias que eu evito entrar nas redes sociais, não consigo focar.. Não consigo pensar, dormir nada..
    Várias das suas dicas foi dada durante minhas consultas.
    Confesso que o que tem diminuído bastante é conversar comigo mesmo rs

    Boa sorte pra gente com o BEDA, Tha!
    Beijos

    Curtir

  3. Oooi! Tudo bem?

    Nossa, muito válido seu post! Acho importante falar de coisas assim, porque por mais simples e óbvias que as dicas podem parecer, na hora H você não lembra delas. Uma coisa que sempre me incomodou muito eram certos posts e comentários nas redes sociais, então um dia decidi que ia excluir o Facebook (onde a maioria das coisas estava). Aí eu pensei “não, mas e meus grupos? E as páginas que gosto de acompanhar?” Então em vez disso tirei uma tarde e fiquei visitando TODOS os meus amigos e TODAS as minhas páginas pra sair dando unfollow em todo mundo que não fosse próximo a mim, de forma que agora não sou obrigada a ler as merdas de ninguém. Eu acho que esse número 2 tem muito a ver também com controlar nossas expectativas. O que é não ter dinheiro? A gente fica com o ideal daquela vida de famoso que vemos na TV, o closet enorme, as tardes de compras, e achamos que temos tão pouco quando na verdade temos mais do que o suficiente. Dá uma googlada aí sobre pobreza, África e tudo o mais. AQUILO é não ter dinheiro. Se você tem um teto e comida na mesa, você não tá sem dinheiro não querido. Eu graças a Deus já aprendi a não dar a mínima pro que os outros pensam. Mesmo amigos e família. A diferença é que dou ouvidos a eles, só não levo como verdade absoluta ou me deixo abater. Eu tô no meio entre introvertida e extrovertida, mas não vejo problema nenhum em dizer não pra uma saída com os amigos se estou viciada em uma série e quero ficar em casa fazendo só isso da vida, de pijama o dia inteiro e comendo 10kg de chocolate. Me faz feliz, dá licença? Faço terapia há muitos anos, e aprendi a ter o mesmo sistema que você. Eu literalmente paro e respiro, tiro uns minutos pra mim e pra fazer uma meditação, conversar comigo mesma e tentar me entender. E nossa, que diferença! Depois que comecei a cuidar desses outros aspectos como exrcícios e alimentação, melhorei pra caramba. As pessoas acham que é historinha, mas gente, vai pesquisar! É uma questão hormonal, fazer exercícios libera hormônios relacionados à satisfação e bem estar, acredite que vai te fazer ficar melhor! Enfim, parabéns pelo post, e desculpa o testamento ❤ você vai ver que tenho essa mania de comentar absolutamente TUDO!

    Beijinhos, te espero lá no http://amendoasefelpices.blogspot.com.br/

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s